Jun 6

Moda e máscaras: as soluções mais criativas dos designers

A batalha contra o Covid-19 continua e durante a emergência da saúde mundial os grandes nomes da moda suspenderam sua produção para se engajar na produção de jalecos, máscaras protetoras e álcool em gel. Desde Ermenegildo Zegna, Gucci, Prada e várias outras, as marcas distribuíram suas produções em todos os aspectos com soluções inovadores e importantes. Para aqueles que desejam aderir ao acessório fundamental e protetor de 2020, aqui estão as soluções mais criativas.


Modelo de máscara de Jean Paul Gautier

Durante a fase 1 de luta contra a pandemia na Europa, vimos Jean-Paul Gaultier dar vida à iniciativa "Proteja-se, crie-se", reinventando a máscara com os códigos estilísticos da Maison francesa. Obras de arte realmente vestíveis, criadas usando a técnica trompe l'oeil ou a icônica gravura de marinheiro, com detalhes em alta costura.


Jean Paul Gautier sentindo sua máscara navy

Christopher Kane também confeccionou kits para fazer máscaras com tecidos reaproveitando estampas de coleções anteriores, parabéns pela sustentabilidade. Foram várias marcas que começaram a produzir máscaras em uma versão de alta costura, usando o jeito "Made in Italy" combinado com pura criatividade para criar o dispositivo de proteção, tornando-o um acessório em todos os aspectos.

O 2Shield, é um projeto nascido das fundadoras Alessandra de Tomaso e Matteo Menotto, que propõe uma nova linha de capas de máscaras de glamour, que combina design italiano com o acessório destinado a fazer parte da vida cotidiana. Vintage e funcionalidade, é o caso do HTC Los Angeles, que produz uma versão do acessório de proteção com uma coleção de máscaras feitas com bandanas vintage recondicionadas. Suas máscaras são feitas de 100% algodão com um revestimento interno protetor e podem ser lavadas à mão ou na máquina de lavar.

Não apenas empresas de produção e designers, mas também modelos aderiram a essa iniciativa, como o caso do Masks for All, um projeto nascido da supermodelo Karolína Kurková e Ashley Liemer, fundadora da marca Billie Blooms. Uma proposta de máscaras coloridas adequadas para adultos e crianças; nesse caso, o produto será doado à associação Feeding America. Assista o vídeo para conhecer o projeto.



Mais uma vez, a moda em tempos de incerteza e dificuldade é reconfirmada em sintonia com o tempo, encontrando a oportunidade de ajudar sem esquecer a criatividade.


Aqui no Brasil várias pessoas produziram máscaras para distribuir à população de forma beneficente visando preservar as escassas máscaras descartáveis para os profissionais de saúde e doentes. Ajudou a empregar várias costureiras no período de quarentena e contribuir para o controle dos efeitos da crise no país.