Ago 31
Editado: Ago 31

ZZ Mall

Nova plataforma digital que reúne todas as marcas do grupo Arezzo&Co


Eu já tenho minha loja personalizada! Confira aqui


As loucas por sapatos de plantão agora podem se divertir com essa novidade, o grupo Arezzo&Co acaba de lançar um novo e-commerce que reúne todas as suas marcas em um só site: o ZZ Mall.

As labels do grupo são: Arezzo, Schutz, Alexandre Birman, Anacapri, Fiever, Alme e Vans. Imagina esse carrinho de compras?

Além de veicular compras, o site também é um hub de conteúdo de lifestyle e beleza. O projeto já estava no planejamento da empresa à longo prazo, com o lançamento previsto para daqui três anos. Porém, com o aumento das vendas digitais em 2020, o grupo se replanejou e lançou a plataforma em três meses! UAU.

Antes da crise provocada pelo coronavírus, a estimativa é de que a Arezzo&co detinha cerca de 35% do marketshare do segmento de calçados, passando para mais 50% no pós-pandemia. Pela primeira vez será possível comprar produtos de todas as marcas em um mesmo lugar, com envio e frete único. Para a cidade de São Paulo, estará disponível a entrega no dia seguinte.

Na fábrica em Campo Bom, RS, foi inaugurado o ZZ Digital, um espaço de 4 mil m2, com a integração das equipes de produto; planejamento; merchandising e tecnologia de todas as marcas. O objetivo é oferecer uma experiência digital completa aos clientes. Entre as novidades um avatar, IZZA, totalmente digital, que irá auxiliar as consultoras em técnicas de vendas à distância. Em breve lançarão a Universidade Arezzo, um centro de treinamento de boas práticas digitais, para capacitar todo o time de vendas nesse momento específico em que estamos vivendo.


Alexandre Birman

“O ZZ Mall é um marco da nova era digital na Arezzo&Co. O grande diferencial desse ecossistema é a curadoria de produtos, serviços e conteúdos com as principais tendências e lançamentos do universo da moda, lifestyle e beleza, elaborados com o olhar atento do nosso time”, explica Alexandre Birman, CEO do grupo.

O ZZ Mall tem uma área destinada à economia circular, onde as clientes tem acesso a uma plataforma de revenda de produtos second-hand da marca. O que significa que você vai poder colocar de volta ao mercado as bolsas e sapatos da Arezzo, Schutz etc, que estiverem dando sopa no armário e também ter a chance de comprar peças que já saíram das lojas. Repense, reuse, recicle. Outro diferencial devem ser os serviços oferecidos. A ideia é que consumidoras possam revender seus calçados da marca e ganhar bônus de descontos na compra de produtos novos. No futuro, consertos de bolsas e outros serviços também devem ser oferecidos, além de conteúdos de moda, decoração e outros.

O nome da plataforma resgata o “z” duplo de Arezzo, a parte mais forte da marca, segundo Alexandre Birman. A Arezzo atua com suas marcas “core” Arezzo e Ana Capri, voltadas para as classes A e B, as marcas de luxo e moda Schutz e Alexandre Birman, as marcas emergentes, como Fiever e Alme, focadas em tênis e bem-estar, e a marca de estilo de vida, a Vans, que engloba também moda, itens masculinos e infantis.

Nas próximas fases de lançamento da plataforma, ela tamém irá ceder o seu espaço (que já conta com o cadastro de 10 milhões de clientes) para outras marcas e agregar jóias, produtos de beleza e decoração ao portfolio do site. Amei a idéia.


Veja esse trecho da Exame:

Omnicanalidade

A Arezzo inaugurou, há cerca de um mês, sua primeira loja digital, no Shopping Morumbi. Uma parte da loja é voltada para que as vendedoras passem o tempo no celular. Se não estiverem atendendo presencialmente uma consumidora, é esperado que estejam no Whatsapp ou redes sociais para se comunicar com as clientes.

Há ainda uma área apenas voltada para tênis, uma categoria que cresceu na quarentena e hoje é responsável por mais de 40% das vendas em todas as marcas. Também há um serviço de customização, para aplicar as iniciais das consumidoras nos produtos.

Os investimentos nos negócios digitais são fruto de uma estratégia definida no ano passado. Segundo Birman, a cada cinco anos a diretoria passa quase um semestre revisitando todos seus negócios para definir quais serão os planos do próximo ciclo. Com a ajuda da consultoria Bain & Company, a Arezzo definiu que apostaria tudo no digital. 

Com a pandemia, porém, os planos que seriam desenvolvidos em três anos foram colocados em prática em três meses. “Não precisamos sair inventando nada, mas fizemos a aceleração de um planejamento bem feito”, diz o presidente. “A empresa tem um DNA de inovação constante. Não é só porque a inovação está em voga que a Arezzo vai se renovar. Foi assim nas últimas cinco décadas.”


Gostaram da novidade?

Beijos da Evelyn 💞