MENU

Cachaças tornam-se fontes alternativas de investimento rentável e seguro

Lançada em novembro de 2021 com valor de R$9.948,00, e hoje vendida por R$12.948,00, a cachaça Weber Haus Diamant 21 years old teve uma valorização de quase 45% em apenas dois meses.


cachaça Weber Haus Diamant 21 years old teve uma valorização de quase 45% em apenas dois meses.
cachaça Weber Haus Diamant 21 years old

Exportada para mais de 70 países, a cachaça passou de bebida marginal para patrimônio cultural brasileiro e hoje divide prateleiras com as mais nobres bebidas internacionais. Alambiques espalhados por todo o brasil garantem uma ampla gama de marcas (mais de 5.500) dos mais variados tipos e envelhecimentos. No entanto, uma destilaria em particular decidiu ir muito além da experiência sensorial etílica e atribuir-lhe alto valor agregado. Fundada em Ivoti, Rio grande do Sul, pela família Weber, a Destilaria Weber Haus é um dos maiores produtores de cachaça do Brasil, colecionando mais de 100 premiações e certificados para o agronegócio. Dentre os muitos tipos de receitas e envelhecimentos, alguns de seus produtos se destacam por serem muito mais do que um destilado de qualidade, podendo ser classificados, sem exagero, como verdadeiras “joias líquidas”. Isso devido não apenas à superioridade dos ingredientes e seus distintos processos de fabricação, mas, principalmente, ao seu alto valor agregado, tornando-as interessantes formas alternativas de investimento. “Quando lançamos a cachaça Weber Haus extra Premium 12 anos em 2013, ela era comercializada a R$700,00. Hoje, a mesma cachaça é vendida por R$2.700,00 em nossa loja, chegando a ser comercializada por até R$3.600,00 em lojas do varejo. Ou seja, de 400% a 520% de valorização em 9 anos, uma média de 44,5% a 57,7% ao ano. Números alcançados somente nos investimentos de alto risco” – explica Evandro Weber, fundador da Destilaria Weber Haus. É o caso também da Weber Haus Diamant 21 years old. Lançada em 18 de novembro de 2021 em comemoração aos 21 anos da destilaria, a versão com um diamante encrustado custava R$9.948,00 e hoje é comercializada por R$12.948,00: uma valorização de quase 45% em apenas dois meses. O mesmo aconteceu com a versão standard, sem o diamante: lançada com o valor de R$5.948,00, sua valorização foi de quase 35%, custando hoje R$8.948,00. “Outro detalhe positivo é o fato de que, observados os cuidados de armazenamento, a cachaça possui prazo de validade indeterminado” – continua Evandro. E para aqueles que preferem ter seus investimentos muito bem acondicionados, guardados seguramente longe dos olhos alheios, a Weber Haus criou, em 2017, o Clube Weber Haus, onde o cliente adquire o seu barril de carvalho americano com 200 litros de capacidade, na destilaria de Ivoti, que fica no pé da Serra Gaúcha. O barril então é preenchido com a base de todas as variedades da Weber Haus, a cachaça prata. Em seguida é selado, tradicionalmente com cera de abelha. Uma placa personalizada identifica cada um dos barris e seus respectivos proprietários. Dois anos depois, na versão Premium, cachaça e barril, que passaram juntos no processo de envelhecimento trocando aromas, são entregues aos proprietários. Quem comprou o barril em 2019 e o deixou envelhecendo por dois anos para obter a versão Premium da bebida pagou R$8.848,00 no barril e cerca de R$2.200,00 nos 200 litros de cachaça, algo em torno de R$11,00 o litro. Hoje, dois anos depois, o barril custa R$16.848,00 e a cachaça nele acondicionada, R$8.000,00 (tomando por base seu valor atual de R$40,00 o litro). Ainda, tendo o cliente esvaziado seu barril, há a possibilidade de revende-lo para a destilaria pelo preço valor de mercado do dia. Nada mal para um investimento de volume físico considerável uma vez que não há taxas administrativas ou aluguel. Além do que este seja, talvez, o único tipo de investimento em que o cofre valorize tanto quanto com o bem nele guardado. Diferentemente de alguns metais preciosos, cujos valores oscilam de acordo com uma infinidade de questões de mercados determinadas, muitas vezes, pela economia mundial, produtos de alto valor agregado como a cachaça não são submetidos a essas variações, pois seus valores são estipulados com base na demanda pelo prestígio e status neles impressos. Junte a isso o fato de a cachaça possuir data de validade indeterminada, desde que armazenada adequadamente, e o resultado será uma modalidade de investimento praticamente sem qualquer risco envolvido e de alta rentabilidade em curto, médio e longo prazo. Praticamente o Santo Graal de todos os investidores ávidos por rendimentos seguros com juros galopantes em qualquer época do ano e não atrelados às oscilações da Bolsa. Com uma ousada proposta de modernizar a antiga e humilde destilaria no ano 2000, Evandro Weber não somente levou a cachaça a um nível muito superior como a colocou em um patamar ocupado por pouquíssimas bebidas no mundo: o de joia líquida. Quando uma empresa italiana de bebidas decidiu, nos anos 50, se instalar em São Paulo de olho nos imigrantes italianos que aqui se estabeleceram, esses já haviam adaptado o paladar à cachaça, a qual chamavam carinhosamente de “ouro líquido brasileiro”. Hoje, setenta anos depois, a Weber Haus conseguiu a façanha de dar sentido literal a essa famosa metáfora. Sobre a Weber Haus A história da família Weber no Brasil tem início em 1824, quando saíram da cidade alemã de Hunsrück para morar no Lote 48 das encostas da Serra Gaúcha, hoje chamada Ivoti. Ao adquirir as terras, a família iniciou o plantio de batata inglesa. Foi só em 1848, com o plantio de cana-de-açúcar, que começaram a elaborar cachaças para consumo. O destilador foi construído após um século e era formado apenas por um galpão com um engenho de tração animal. Atualmente, a Weber Haus já coleciona mais de 100 premiações e certificados importantes para a agroindústria.

12 visualizações0 comentário

© 2022 by ​Evelyn

Evelyn Digital
  • TikTok
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Amazon
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram

contato@evelyn.digital

tel. 16-99975-1705