top of page
MENU

Isola del Giglio - ou ilha italiana do Giglio


Isola del Giglio - ou ilha italiana do Giglio

Lindíssima ilha italiana localizada na província de Grosseto (Toscana), acessível via balsa. * Enquanto estiver na balsa, aproveite para saborear o magnífico promontório de Argentario antes de entrar no arquipélago toscano. Uma vez ancorado, você irá se surpreender com a beleza natural local.


Emoções do #MAB #UNESCO Reserve Islands of Tuscany Imagens da espetacular biodiversidade terrestre e marinha do Arquipélago Toscano. O vídeo, projetado no estande da Parks na EXPO 2015, reúne as imagens editadas pelo "Gruppo Creative" de Ennio Boga, Paolo Fioratti, Fabio Picarelli, Umberto Segnini, Serena Mammuccini.


Descubra Isola del Giglio

A ilha de Giglio é uma verdadeira pérola a ser descoberta: localizada no extremo sul do arquipélago toscano em frente ao Monte Argentario, é conhecida sobretudo por suas belezas naturais: o mar azul cristalino e profundo forma o pano de fundo de uma paisagem praticamente intocada com o maquis mediterrâneo. Maravilhosos mundos subaquáticos, uma costa encantadora com baías ladeadas por rochas graníticas, praias arenosas, aldeias pitorescas…


Isola del Giglio - ou ilha italiana do Giglio

Il Giglio dá-lhe as boas-vindas com uma visita à aldeia produtora do vinho Gigliese "Calzo della Vignia", que está na carta com "tre rane" na seção de amigos de Ruffino.

 

* O nome vem de uma história antiga da Toscana. O jovem Leonardo da Vinci, ainda praticando no estúdio de Verrocchio, decidiu abrir com seu amigo Sandro Botticelli, uma taberna na Ponte Veccia, chamada "Le Tre Rane".

Mais uma vez a visão de Leonardo foi futurista, fora dos padrões. No Le Tre Rane não comiam para se alimentar, como era habituado ao tempo, mas saboreavam a beleza e a bondade da comida e "de estarmos juntos". Pequenas e elegantes porções, toalhas de mesa e guardanapos, cardápio que incluía vegetais foram as novidades introduzidas por Leonardo. Infelizmente os tempos não foram maduros e as pessoas florentinas ficaram desapontadas com este lugar que fechou mais cedo. Lenda ou realidade?


 

A ilha que nem sempre foi o lugar encantador que é atualmente. Na época dos Médici, por exemplo, ninguém quis administrá-la e os poucos que se convenceram fugiram depois de algumas horas... Percorra a estrada panorâmica que vai do Porto em direção ao Castello di Giglio - a parte montanhosa da ilha - e depois vire à esquerda em direção a Podere Saetta; verá duas palmeiras bem preservadas da época romana.


Isola del Giglio - ou ilha italiana do Giglio

Giglio Eventos e Festivais

DAS FESTAS TRADICIONAIS AOS FESTAIS DE VERÃO

A ilha de Giglio tem muitos eventos que acontecem todos os anos, desde os eventos de verão como festivais, esportes, passeios, peças de teatro, concertos e semanas de caminhada de outono até as tradicionais celebrações das festas em homenagem ao santo padroeiro da vila e a festa da uva.

GIGLIO CASTELLO É UMA ANTIGA ALDEIA MEDIEVAL, CUJA ATMOSFERA PERMANECEU INTACTA COM O PASSO DO TEMPO.
Giglio Castello é uma antiga aldeia medieval que permanece intacta ao longo do tempo.

Os eventos mais importantes em Giglio são as festas dos santos padroeiros das três aldeias com palio (náuticos / burros), concertos e fogos de artifício: no Giglio Porto San Lorenzo (10 de agosto), no Campese San Rocco (16 de agosto) e no Giglio Castelo San Mamiliano (15 de setembro).


Durante o último fim de semana de setembro, o popular Festival da Uva e Tabernas Abertas acontece em Giglio Castello e se tornou uma espécie de pequena tradição nos últimos anos.


Festival da Uva e Cantinas Abertas

Há alguns anos que o Festival da Uva e da Cantina Aberta é organizado no último fim de semana de setembro e este evento tão popular tornou-se uma espécie de pequena tradição. Em cada canto da charmosa vila de Giglio Castello você pode saborear a excelente comida e vinho da ilha de Giglio e as noites são animadas com música itinerante.



O protagonista da festa é sem dúvida o vinho Ansonaco, ou Ansonico, como está escrito nos rótulos das garrafas à venda, feito com a vinha autóctone com o mesmo nome. Um vinho branco âmbar, com elevado teor alcoólico e corpo robusto com sabor seco e ligeiramente azedo cuja vinificação é feita com pureza.


Nas cantinas do Giglio Castello, ou melhor, nas "cavernas do gosto", é possível degustar pratos típicos locais seguindo uma viagem de sabores e sabores que acompanharão os visitantes aos recantos mais sugestivos da aldeia. Em cada adega pode saborear diferentes pratos que vão desde a sopa do caçador, a carne grelhada, bacalhau com batatas, coelho bravo e queijos toscanos para terminar com sobremesas tradicionais entre as quais se destaca o panficato. As noites são animadas com música itinerante pelas ruas da vila.


No final de cada noite há música ao vivo na Piazza Glorioso.